Celulite: um incômodo que afeta cerca de 95% das mulheres

celulite-um-incômodo-grindélia-1200x800.jpg

Celulite é o nome popular da lipodistrofia ginoide, que é o depósito de gordura sob a pele, caracterizado pelo aspecto ondulado da epiderme, tipo “casca de laranja”, em algumas áreas do corpo. A celulite pode causar incômodo em cerca de 95% das mulheres, sendo muito comum. Trata-se de uma condição causada por alterações no tecido gorduroso sob a pele, em conjunto com alterações na microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso. Como as mulheres têm mais tendência em acumular células de gordura, são mais predispostas à celulite que os homens.

Afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade, de todas as etnias, embora seja mais comum entre as mulheres de pele branca. Raramente é observada em homens, mas pode ocorrer quando houver algum desequilíbrio hormonal. Não é considerada uma doença, contudo, é uma preocupação estética importante para um grande número de mulheres. A celulite tende a ocorrer nas áreas onde a gordura está sob a influência do estrógeno (hormônio feminino), como nos quadris, coxas e nádegas; também pode ser observada nas mamas, parte inferior do abdome, braços e nuca. A obesidade não é condição necessária para a sua existência, pois há mulheres magras com celulite.

As causas mais comuns da celulite são:

  • Idade: (quanto mais avançada, maior o risco).
  • Histórico familiar
  • Cigarro
  • Excesso de peso
  • Sedentarismo
  • Dieta rica em sal, gorduras e carboidratos
  • Pouca ingestão de líquidos
  • Estresse

A celulite pode ser dividida em quatro graus:

  • Grau 1: sem ondulações ou irregularidades. Ao comprimir a pele, surgem pequenas ondulações e “furinhos”.
  • Grau 2: ondulações e “furinhos” já são percebidos sem comprimir a pele.
  • Grau 3: nódulos claramente perceptíveis.
  • Grau 4: vários nódulos, celulite “dura”. Há inchaço, comprometimento da circulação de retorno e pele com aspecto acolchoado.


Tratamentos para celulite

Para tratar a celulite, é preciso saber em que grau e quantidade ela se encontra e também considerar fatores como idade, peso, etc. Uma dieta balanceada, a prática regular de exercícios físicos, parar de fumar e a ingestão diária de líquidos ajudam a prevenir o problema. Dentre os métodos utilizados para o tratamento da celulite estão:

Tecnologias: aparelhos de ultrassom, radiofrequência, raio infravermelho, laser, endermologia e equipamentos de sucção mecânica ajudam na drenagem linfática, aumento de circulação sanguínea, destruição de gordura e estimulação da produção de colágeno (responsável pela sustentação da pele).

Intradermoterapia: injeção de medicamentos na derme, a camada intermediária da pele.

Subcisão: procedimento realizado com uma agulha bisturizada, que corta os septos fibrosos causadores dos “furinhos” da celulite.

Cremes anti-celulite: a maioria dos cremes contra celulite não funciona, e mesmo os que apresentam algum efeito, o fazem de modo discreto. Os cremes que apresentam alguma comprovação de resultados são os que contém retinoides ou metilxantinas. Sozinhos, porém, quase não trazem benefícios.

Drenagem linfática: é ótima técnica, pois consegue eliminar o líquido em excesso e as toxinas, deixando a pele mais uniforme. A técnica consiste em toques leves, com pouca pressão e rítmicos na pele, movimentando a linfa (excesso de líquido) para os linfonodos (gânglios linfáticos), onde, a partir daí, será filtrada e encaminhada para a corrente sanguínea. Esta técnica pode ser realizada de 2 a 3 vezes por semana em casos mais graves.

Tratamento via oral com cápsulas manipuladas: agora, vamos falar um pouco sobre o DIMPLESS®, ativo para farmácia de manipulação com alta concentração de superóxido desmutase (SOD), um dos mais poderosos antioxidantes e com função específica na celulite. Um estudo clínico randomizado, duplo-cego, foi realizado com 41 mulheres para avaliar a eficácia de 40 mg DIMPLESS® na redução da celulite, com duração de 56 dias em comparação com o placebo. A suplementação reduziu a celulite em 9,5% após 28 dias e 11,3% após 56 dias, sem a prática de exercício físico e dieta adequada. Além disso, outro estudo realizado em adipócitos humanos in vitro, mostrou que DIMPLESS® é capaz de agir diretamente nas células do tecido adiposo, resultando em aumento da lipólise e diminuição do diâmetro dos adipócitos, que são as células de gordura. É um ativo oral com evidências clínicas no tratamento da celulite.

DIMPLESS® é um produto natural que colabora na melhora do aspecto da celulite com apenas 40 mg ao dia, reduzindo os nódulos de gordura em mulheres com celulite após 28 dias de uso. Além disso, ajuda na prevenção e redução da fibrose, contribui para a ação anti-inflamatória, reduz o acúmulo de gordura e favorece a reconstrução da matriz extracelular.

Fale com seu médico para mais informações e procure a sua farmácia de manipulação de confiança. Você pode associar alguns tratamentos e obter melhora da celulite.

Dicas simples para ter uma vida mais saudável. Confira! 

 


Deixe seu Comentário

Seu email não será publicado Campos com * são obrigatórios