Perda de massa muscular: saiba o que é a sarcopenia

sarcopenia-muscular-grindelia.jpg

Sarcopenia é a perda de massa muscular, um acontecimento comum após os 50 anos de idade, período que há maior redução da quantidade e tamanho das fibras que formam os músculos, redução da atividade física, e principalmente devido à redução de hormônios como estrogênio e testosterona.

Os principais sintomas desta situação incluem perda da força, do equilíbrio e do desempenho físico para realizar atividades, como caminhar, subir escadas ou se levantar da cama.

Para recuperar os músculos, é importante evitar o sedentarismo e praticar exercícios físicos, com treinos de força e aeróbicos, além de uma alimentação adequada, rica em proteínas e nutrientes, de preferência presentes em carnes magras, derivados de leite e vegetais, como soja, lentilha e quinoa.

A falta de massa magra provoca inúmeras dificuldades na vida do idoso, que surgem aos poucos, como desequilíbrio, dificuldade para caminhar e para atividades como fazer compras, arrumar a casa, ou, até atividades básicas como tomar banho e se levantar da cama.

À medida que a massa muscular atrofia, o idoso tem maior risco de quedas, e começa a apresentar a necessidade de andar com o apoio de alguém, uma bengala ou de cadeira de rodas, além de ter mais dores pelo corpo, provocadas não só pelo desgaste dos ossos e articulações, mas também pela falta de músculos para ajudar na estabilização das juntas do corpo.

Como evitar a perda de massa muscular:

A atrofia e destruição das células musculares é um processo natural, que acontece em todas as pessoas a partir dos 30 anos que sejam sedentárias, e se nada for feito para evitar, a tendência é se tornar um idoso frágil, com dificuldades para tarefas diárias e com maior tendência a ter dores pelo corpo.

Para evitar a sarcopenia, é muito importante adotar hábitos, como:

  • Praticar atividades físicas, tanto de força muscular e resistência, como musculação e pilates, por exemplo, quanto aeróbico, com caminhadas e corridas, para melhorar a circulação sanguínea e o desempenho do corpo.
  • Ter uma alimentação rica em proteínas, presente em carnes, ovos e derivados do leite, para estimular o crescimento muscular, além de carboidratos, gorduras e calorias para dar energia, nas quantidades corretas, de preferência orientadas pelo nutricionista.
  • Evitar o fumo, pois o cigarro, além de alterar o apetite, compromete a circulação sanguínea e intoxica as células do corpo;
  • Beber cerca de 2 litros de água por dia, mantendo-se hidratado para melhorar a circulação, o ritmo intestinal, o paladar e a saúde das células;
  • Evitar bebidas alcoólicas em excesso, pois este hábito, além de contribuir para a desidratação, prejudica o funcionamento de importantes órgãos do corpo, como fígado, cérebro e coração.

Também é muito importante manter o acompanhamento com o clínico geral ou geriatra, para que exames de rotina e check-ups sejam feitos para identificar e tratar possíveis doenças que podem piorar a perda de massa magra, como diabetes, hipotireoidismo, doenças do estômago, intestino e relacionadas à imunidade, por exemplo.

Para as pessoas que já tem uma perda de massa muscular e nesse contexto entram tanto idosos, como jovens e adultos que vem apresentando sinais de sarcopenia, devido a hábitos de vida, condições adversas como pós cirurgias, pós internações, pós doenças que levam a esse tipo de condição corporal com perda significativa de musculatura (um exemplo foi a condição clássica observada nos pacientes recuperados de covid), temos como uma opção e aliada de tratamento, um ativo farmacêutico que vem alcançando resultados importantes e significativos.

AMINO MP9 :

Amino MP9® contém os 9 aminoácidos essenciais que são indispensáveis para a síntese proteica muscular, é composto por L-Leucine, l-Lysine Acetate , L-Valine, L-Isoleucine, L-Threonine, L-Phenylalanine, L-Methionine, L-Histidine, L-Tryptophan.

Com base em evidências científicas foi possível verificar que somente 1,5 g de Amino MP9® estimulam a síntese proteica equivalente a 40 g de Whey Protein.

Alguns aminoácidos podem ser sintetizados no corpo humano a partir de outras moléculas, porém dentro desse grupo, 9 aminoácidos essenciais não podem ser sintetizados e, portanto, devem ser ingeridos através de suplementação: Leucina, L-Lisina, L-Valina, L-Isoleucina, L-Treonina, L-Fenilalanina, L-Metionina, L-Histidina, L-Triptofano.

Dentre os benefícios proporcionados por este insumo, destacamos:

-Origem não-animal.

-Estímulo da síntese proteica muscular.

-Recuperação muscular mais rápida.

-Diminuição da degradação muscular.

-Aumenta o metabolismo basal.

-Aumenta e mantem a massa muscular magra.

-5,9 kcal por grama.

-Não contém aditivos, conservantes, excipientes, carboidratos ou gorduras.

Importante também salientar que a dose usual para o tratamento de sarcopenia é de 1,5g. E este suplemento, por estimular a síntese proteica muscular também pode ser utilizado para hipertrofia (3 g) e aumento da síntese proteica muscular em atletas (6 g).

Para maiores informações, procurar nossa equipe de atendimento e farmacêuticos.

Você conhece os múltiplos benefícios da Vitamina C para a pele?


Deixe seu Comentário

Seu email não será publicado Campos com * são obrigatórios